REVISTA VOX


Apresentamos para nossos leitores da MUSA a revista literária do Instituto Estadual do Livro do Rio Grande do Sul: REVISTA VOX.
 

 

ENTRE PACIENTES E PERSONAGENS
 
Se os números forem colocados na ponta do lápis, é possível que existam no meio literário tantos advogados, jornalistas, publicitários, relações públicas quanto médicos escritores. Mas, talvez pelas características da medicina, o fato chame mais atenção do que chamaria se estivesse relacionado com outras áreas profissionais que também lidam com a palavra escrita. A verdade é que é grande o número de médicos cujos livros estão expostos nas prateleiras das nossas livrarias, muitos deles entre os mais consagrados, e isso quer dizer muito. A curiosidade advinda daí não diz respeito apenas ao número, mas também à qualidade. E de imediato vem a pergunta: por que tantos médicos fizeram e fazem carreira – paralelamente ou não à medicina – como escritores, em especial na ficção?

São muitos os profissionais nessas condições, em âmbito local, nacional e internacional, como Moacyr Scliar, Cyro Martins, Dyonélio Machado, Caldre e Fião, João Guimarães Rosa, Pedro Nava, Joaquim Manoel de Macedo, António Lobo Antunes, Anton Tchékhov, Somerset Maugham e vários outros, incluindo os das novas gerações, que começam a trilhar o mesmo caminho dos citados acima.

Assim, a VOX convidou alguns médicos escritores gaúchos para, a partir de uma visão de dentro, fazerem uma abordagem que permita ao leitor pensar sobre o fato de uma forma menos superficial. Estimulados por esses textos, leitores e autores poderão refletir juntos, com boas bases de argumento, sobre os mais diversos motivos que levariam profissionais que, em princípio, nada teriam a ver com as letras, a consolidarem suas carreiras como grandes escritores.

A presente edição de VOX parte de um trabalho minucioso do médico escritor Waldomiro Carlos Manfroi, que ao longo de anos vem pesquisando o assunto e mapeando casos de médicos que também se dedicaram à produção literária. Não é pretensão do autor, nem da VOX, encontrar uma resposta para a pergunta “por que os médicos escrevem?”. Ao buscarmos a palavra de outros articulistas também envolvidos com o assunto, foi nossa vontade abordar a questão segundo a própria fonte e assim contribuir com a discussão. Se continuamos longe de uma resposta definitiva, fica a certeza de que a leitura será agradável e estará à altura do tema e da forma encontrada para analisá-lo.
 
Abril de 2013
Boa leitura.
 

 

[Confira o PDF]

[Baixe o plugin aqui]

 

 
Você pode baixar todos os números aqui: http://ielrs.blogspot.com.br/p/revista-vox.html
 

[A versão impressa da revista pode ser retirada na sede do IEL (R. André Puente, 318 - Independência - Porto Alegre)]




Comente o texto


*

Comente tambm via Facebook