• Poesia Sonora

    Por Márcio-André
    Em 20/01/2012

    As performances de Márcio-André exploram as possibilidades do texto através do processamento eletrônico da fala e da projeção de palavras, extrapolando as fronteiras entre a poesia e a música experimental. Através da manipulação concreta da voz em tempo real, da espacialização dos sons no ambiente, da exploração de timbres extraídos do violino e da animação gráfica, o artista cria universos próprios de exploração do verbo, resultando em paisagens sonoro-visuais hipnóticas, sensoriais e, muitas vezes, violentas. Sobre suas performances, o poeta visual português E. M. de Melo e Castro escreveu: “O trabalho de Márcio-André é muito sério e de uma pertinência rara. Muito me impressionam favoravelmente suas performance justo pelo seu caráter sincrónico, que atinge uma elevada complexidade de intervenção tecno-humana e visual-sonora, provocando não já sinestesias isoladas mas sim originando uma fruição pansinestésica que ao vivo produz os seus mais intensos e inesperados efeitos”. A performance foi realizada em Portugal, em 2011.

     

     

    Márcio-André é escritor, tradutor, ensaísta, artista sonoro e visual. Autor de quatro livros de poesia e ensaios, colaborou com jornais e revistas brasileiras e internacionais, além de ter obras suas traduzidas para oito idiomas. Foi ganhador da Bolsa Fundação Biblioteca Nacional e poeta residente em Monsanto, Portugal. É também editor da Confraria do Vento e curador do Cidade aTravessa, encontro realizado nas cidades de Lisboa, Rio de Janeiro e São Paulo. Poeta experimental, com obras na área da poesia visual e sonora, da instalação e da performance, realizou trabalhos no Reino Unido, França, Espanha, Portugal, Ucrânia, Argentina, Peru e Brasil. Apresentou-se em eventos como o Festival Silêncio, Balada Literária, Encontros de Interrogação, Encontro Internacional de Poetas da Universidade de Coimbra, Fórum das Letras, Marché de la Poesie e A palavra toda. Ao lado de Maria Bethânia, Zeca Baleiro e Edu Lobo, leu poemas no documentário e na videoinstalação Há muitas noites na noite, de Silvio Tendler. Realizou uma Conferência Poético-Radioativa (2007) na cidade fantasma de Chernobyl, na Ucrânia, tornando-se “o primeiro poeta radioativo do mundo”. Site: www.marcioandre.com E-mail: marcio@confrariadovento.com

Comente o texto


*

Comente tambm via Facebook
  • Diálogos Críticos

    Casa e Hansen_min

    Extraordinário diálogo com o professor
    aposentado de Literatura da USP, João Adolfo Hansen. Na Casa das Rosas.

  • Obrigado, Senhor!

    SP, 08/05/2014, Caso Fabiane / Suite

    O artista sonoro e visual Márcio-André
    mostra-nos vídeo dedicado a mulher torturada e assassinada publicamente. Confira.

  • Diálogo ao Vivo

    paulo1

    Confira como foi o diálogo O QUE É A
    POESIA – de março/2013 – com o poeta e tradutor Paulo Henriques Britto.

  • Borges e a criação literária

    jorge-luis-borges

    O escritor Jorge Luis Borges fala sobre
    criação literária. Entrevista que concedeu a Joaquín Soler Serrano.

Musa na Mesa