Os socos do pianista


Li agora “Pianista boxeador”, de Daniel Lopes (contos, Confraria do Vento). Os socos com arte dessa nova presença na literatura brasileira. O vigor e a crueza de alguns contos espantam. Mas há muita doçura nessa raiva, muita filosofia nessa opacidade.Atenção para imagens cinematográficas, pés de frango à Buñuel e navios abandonados à “Terra estrangeira”, as canções e um conto genial baseado em Cartola. Daniel busca a expressividade mais dura e mais lúcida. Orelhas de Nelson de Oliveira. Porradas musicais.