O que estou lendo?


Releio “A negação da morte”, de Ernest Becker, um livro fabuloso da Record, daqueles indispensáveis, sobre o que ser humano realmente é e pode ser. A necessidade do heroísmo diante da vida absurda. A revalorização do nome esquecido de Otto Rank, um dissidente de Freud. Maravilhosamente lúcido.