Revista quer ser meteorito


 

Nesta quinta-feira, 21 de março de 2013, será lançada nova revista curitibana de literatura e arte: Bólide, publicada pela Editora Medusa com subsídios da Fundação Cultural de Curitiba.

Conforme o dicionário Aurélio, Bólide significa: “meteorito de volume acima do comum que, ao penetrar na atmosfera terrestre, produz ruído e se torna muito brilhante, podendo deixar um rastro luminoso”. Precisa dizer mais ou a intenção dos editores Ricardo Corona, Eliana Borges e Joana Corona está bem clara?

A bólide é uma revista de literatura e arte que publicará narrativa, poesia, imagem, ensaio e entrevista. Uma revista pensada como um arquivo por vir. Há também a proposta de, a cada número, encartar uma publicação feita especialmente para a revista. Estas publicações especiais serão múltiplo, livro e um fanzine. Neste número, ela vem com colaborações de Annita Costa Malufe (poeta), Carlos Henrique Schroeder (escritor), Fábio Morais (artista visual), Isabel Jasinski (pesquisadora), Laura Erber (artista visual e escritora), Maikel da Maia (artista visual), Marilá Dardot (artista visual), Mario Bellatin (escritor), Nylcéa Teresa Siqueira Pedra (tradutora), Ricardo Pedrosa Alves (poeta) e Roberto Echavarren (escritor).

 

 

Serviço:
Caixa Cultural de Curitiba
Rua Conselheiro Laurindo, 280 - Curitiba
20 h
Entrada franca




Comente o texto


*

Comente tambm via Facebook