Hurso


 

Para Joshua Redman

.

As bestas uivam na rua
mantenho a loucura trancada &
as janelas hermeticamente fechadas
mas espio pelo buraco da fechadura
os filhos da Aranha
saírem de mãos dadas pra brincar no roseiral
Enquanto Thelonius Monk ressuscita nas bolhas de sabão
& o enigma golpeia a banda

 

Notas despencam daquela orelha no Sol

Feito alianças quebradas

O diabo anda de meias circulares

Na varanda

A

Q

U

E

D

A

Quebra a alma malandra

E eu vejo panteras coloridas soprando trumpet no quintal

Não entrego a rapadura, mano,

Já foi dito:

“Um homem pode ser destruído, mas não derrotado”

O

Na rua, uivam as bestas
mantenho trancada a loucura &
hermeticamente fechadas, as janelas
mas espio pelo buraco da fechadura
Da Aranha, os filhos,
De mãos dadas,

Saírem pra brincar

No roseiral
Enquanto, nas bolhas de sabão, ressuscita Thelonius
& pelo enigma a banda é golpeada.

 

Daquela orelha no Sol, despencam claves

Feito quebradas alianças

Na varanda,

De meias circulares

O Diabo anda

A

Q

U

E

D

A

Quebra a alma malandra

E eu vejo doloridas panteras quebrando a batera no quintal

“Um homem pode ser destruído, mas não derrotado”. Disse o velho no mar

Não entrego a rapadura, mano,

 

……………………………………………….O

 

 

 

 

 

 

.

Daniel Lopes, publicou os livros É preciso ter um caos dentro de si para criar uma estrela que dança e Pianista Boxeador. E-mail: danielopes26@yahoo.com.br




Comentários (2 comentários)

  1. Regina Mello, Genial! Isso sim é um encontro perfeito de almas poéticas! Parabéns! grande abraço, Regina Mello
    19 julho, 2012 as 14:03
  2. Fernando Rocha, Boa junção entre ritmo e imagens desconcertantes!
    20 julho, 2012 as 13:23

Comente o texto


*

Comente tambm via Facebook